Ciclista barbosense percorre mais de 733 Km pelo Deserto do Atacama

O ciclista barbosense Rafael Dalcin pedalou por 733 km entre o Chile e a Argentina, para cumprir um desafio auto imposto: cruzar o Deserto do Atacama. A aventura iniciou no dia 23 de dezembro na cidade […]


Publicado por Felipe Vicari

há 4 semanas atrás

Compartilhar

O ciclista barbosense Rafael Dalcin pedalou por 733 km entre o Chile e a Argentina, para cumprir um desafio auto imposto: cruzar o Deserto do Atacama. A aventura iniciou no dia 23 de dezembro na cidade de Calama, no Chile. Após percorrer mais de 106 Km, Dalcin chegou a San Pedro de Atacama, município que está a 3.159 metros do nível do mar, em plena Cordilheira dos Andes.

O primeiro desafio foi se adaptar ao ar rarefeito, situação que se estenderia durante todo o segundo trecho de pedalada. Na véspera do Natal, o ciclista iniciou a parte mais pesada do trajeto, o caminho de San Pedro de Atacama até Paso de Jama na Argentina. Nos mais de 163 Km que separam as duas cidades em nações diferentes ele experimentou os árduos efeitos da altitude. Ele relatou em suas redes sociais como foi o pedal mais difícil que ele encarou em sua vida.

“Quando ultrapassei os 4 mil metros de altitude o corpo começou a sentir os efeitos. Precisei encontrar um ritmo confortável para encarar as intermináveis subidas. Nos últimos 30 km, quando estava no limite da exaustão, surgiu um vento favorável inexplicável que me empurrou até o final. Completar esse desafio foi um dos dias mais extraordinários da minha vida”, escreveu Rafael.

O terceiro trecho foi feito entre as cidades de Paso de Jama e Susquesn na Argentina, somando mais 116 Km. Na sequência, já em altitude mais confortável, seguiu para Purmamarca também na Argentina pedalando mais 135 Km, depois rumou até San Salvador de Jujuy superando mais 112 km e chegando ao final na cidade de Salta, com mais 106 Km de esforço.

Todo o desafio durou seis dias. Dalcin relatou em suas redes sociais a experiência pela qual passou. Segundo o ciclista a tarefa deixou de ser apenas um sonho: “Foram seis dias de pedal, totalizando 733 km. Nenhum imprevisto. Tudo saiu conforme planejado. Até o clima foi perfeito. O Atacama é um lugar único na Terra” relatou o vencedor.

Foto: Arquivo Pessoal

Generic placeholder image
Por Felipe Vicari

há 4 semanas atrás

Compartilhar
    play_arrow
    lens

    AO VIVO | PROGRAMA

play_arrow
lens

AO VIVO | PROGRAMA

Tempo agora

Loading...
weather icon

°C

Parceiros

previous arrow
next arrow
Slider